Buscar
  • VER.SAR

VER.SAR #005 - Sil Saldanha lê Marina Colasanti

Atualizado: 3 de Fev de 2019


#005 – Sil Saldanha lê A moça Tecelã de Marina Colasanti


No episódio de número #005 Sil Saldanha lê A moça Tecelã de Marina Colasanti

--

Sil Saldanha é de Belém. Formada em Artes Visuais (UFPA), é professora, mãe, artista visual, e nas horas vagas, também escreve sobre histórias do cotidiano e afetividades femininas. Mestranda do programa de Artes Visuais da UDESC, pesquisando sobre o ensino de artes para pessoas com deficiência intelectual. Tem especialização em Semiótica e Artes Visuais (UFPA) e em Educação Especial. Em Belém trabalhou como professora, produtora cultural e participou do coletivo Caixa de Criadores. Como artista visual, atualmente, explora a linguagem fotográfica no campo expandido e tem participado de diversas exposições coletivas em Santa Catarina.

--

Marina Colasanti

Viveu sua infância na Líbia e então voltou à Itália onde viveu onze anos. Emigram para o Brasil em 1948, em razão da difícil situação vivida na Europa após a Segunda Guerra Mundial.

A sua mãe faleceu aos 40 anos quando Marina tinha 16 anos.

Nascida numa família de artistas (o avô era crítico de arte e escritor), no Brasil estudou Belas-Artes e começou uma carreira de artista plástica quando foi trabalhar como jornalista. Ainda hoje ilustra alguns dos seus livros.

Traduziu importantes textos da Literatura italiana. Como escritora, publicou 50 livros[carece de fontes], entre contos, poesia, prosa, literatura infantil e infanto-juvenil. Seu primeiro livro foi lançado em 1968 e se chama Eu sozinha.

Seu livro de contos "Uma ideia toda azul" recebeu o prêmio O Melhor para o Jovem, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. É casada com o também escritor Affonso Romano de Sant'Anna, e irmã do ator Arduíno Colassanti.

Em 2010, recebeu o Prêmio Jabuti pelo livro Passageira em trânsito.

Obras:

· Breve História de um Pequeno Amor (2014)

· Hora de alimentar serpentes (2013)

· Passageira em trânsito (2010) - Record

· Minha Ilha Maravilha (2007) - Ed. Ática

· Acontece na cidade (2005) - Ed. Ática

· Fino sangue (2005)

· O homem que não parava de crescer (2005)

· 23 histórias de um viajante (2005)

· Uma estrada junto ao rio (2005)

· A morada do ser (1978, 2004)

· Fragatas para terras distantes (2004)

· A moça tecelã (2004)

· Aventuras de pinóquio – histórias de uma marionete (2002)

· A casa das palavras (2002) - Ed. Ática

· Penélope manda lembranças (2001) - Ed. Ática

· A amizade abana o rabo (2001)

· Esse amor de todos nós (2000)

· Ana Z., aonde vai você? (1999) - Ed. Ática

· Gargantas abertas (1998)

· O leopardo é um animal delicado (1998)

· Histórias de amor (série “Para gostar de ler” vol. 22) (1997) - Ed. Ática

· Longe como o meu querer (1997) - Ed. Ática

· Eu sei mas não devia (1995)

· Um amor sem palavras (1995)

· Rota de colisão (1993)

· De mulheres, sobre tudo (1993)

· Entre a espada e a rosa (1992)

· Cada bicho seu capricho (1992)

· Intimidade pública (1990)

· A mão na massa (1990)

· Será que tem asas? (1989)

· Ofélia, a ovelha (1989)

· O menino que achou uma estrela (1988)

· Aqui entre nós (1988)

· Um amigo para sempre (1988)

· Contos de amor rasgado (1986)

· O verde brilha no poço (1986)

· E por falar em amor (1985)

· Lobo e o carneiro no sonho da menina (1985)

· A menina arco-íris (1984)

· Doze reis e a moça no labirinto do vento (1978)

· Uma Ideia toda Azul (1978)


VER.SAR é um podcast com artistas convidadas a compartilhar leituras de textos sobre práticas artísticas, maternidades e feminismos.

Este Podcast é uma plataforma de comunicação colaborativa que reúne mulheres artistas e seus referenciais textuais, a partir do exercício da leitura e busca criar um arquivo de consulta e compartilhamento gratuito de conteúdo relacionado às questões estruturais e conceituais implicadas em ser mulher na contemporaneidade. As artistas convidadas são mulheres que investigam e discutem os conflitos políticos da vida doméstica e pública produzindo pensamento crítico em nosso contexto e propondo mudanças significativas no mundo da arte.


É preciso Ouvir as mulheres!


ESCUTE, BAIXE E COMPARTILHE!

Instagram: @podcastversar

Facebook: https://www.facebook.com/podcastversar

Soundclound: https://soundcloud.com/podcastversar

Itunes: https://itunes.apple.com/br/podcast/podcast-ver-sar/id1437754281?l=pt

14 visualizações

©2018 Podcast VER.SAR arte, maternidade e feminismos.Por Priscila Costa Oliveira.